Quem é você, Alasca?

Quem é você, Alasca? – John Green
7371328_1gg
Sinopse:
 Primeira cerveja. Primeiro trote. Primeiro amigo. Primeiro amor. Últimas palavras.
Vencedor do Printz Award, da American Library Association, e estreia de John Green como uma das vozes mais cativantes e inovadoras da ficção contemporânea, ‘Quem é você, Alasca? ‘ retrata brilhantemente o impacto indelével que uma vida pode exercer sobre outra.
Miles Halter estava em busca de um Grande Talvez. Alasca Young queria saber como sair do labirinto. Suas vidas se colidiram na Escola Culver Creek, e nada nunca mais foi o mesmo.
Mas antes, um breve resumo de como tudo aconteceu:
Miles Halter vivia uma vidinha sem graça e sem muitas emoções (ou amizades) na Flórida. Ele tinha um gosto peculiar: memorizar as últimas palavras de grandes personalidades da história. Uma dessas personalidades, François Rabelais, um escritor do século XV, disse no leito de morte que ia em “busca de um Grande Talvez”. Para não ter que esperar a morte para encontrar seu Grande Talvez, Miles decide fazer as malas e partir. Ele vai para a Escola Culver Creek, um internato no ensolarado Alabama.

Lá, ele conhece Alasca Young. Ela tem em seu livro preferido, O general em seu labirinto, de Gabriel García Márquez, a pergunta para a qual busca incessantemente uma resposta: “Como vou sair desse labirinto?” Inteligente, engraçada, louca e incrivelmente sexy, Alasca vai arrastar Miles para seu labirinto e catapultá-lo sem misericórdia na direção do Grande Talvez. Miles se apaixona por Alasca, mesmo sem entendê-la, mesmo tentando sem sucesso decifrar o enigma indecifrável de seus olhos verde-esmeralda.


0a25b72de24665a084760cea2fc176bd
Quando li esse livro, só sabia sobre o autor pelo livro “A culpa é das estrelas” que eu nem sequer li. Não me interessei pelo livro, que só fui descobrir que existia quando já tinha virado filme. (Que eu também não fui assistir)
Ok, podem gritar comigo, não li e não assisti “A culpa é das estrelas”, que absurdo!
A questão é que simplesmente não me interessei pela história, parecia ser muito previsível e um romance bobo/clichê (e eu não costumo gostar de romances assim).
Quando vi a capa de “Quem é você, Alasca?” e vi que era do mesmo autor, imaginei que não era muito a minha cara, mas a capa me chamou muito atenção e lendo sobre o que se tratava resolvi dar uma chance.
Li em e-book, no celular, antes de dormir. Não sei se pelo sono, o não muito interesse no livro ou não estar acostumada a ler livros assim, mas não achei graça.
Me sinto estranha, já que até agora só vi leitores falando muito bem do livro. (Que também vai virar filme! Esse vou assistir pra ver se entendo direito.)
O personagem principal é muito chato, você fica com raiva dele. Ele coleciona últimas palavras, sabe, aquelas que as pessoas dizem antes de morrer? E o melhor amigo dele é totalmente o oposto dele, mas do mesmo jeito não me agradou. Para compensar, eu amei Alasca (gente, que nome é esse?), ela é toda confusa, doce e ao mesmo tempo doida. Da para perceber que é tudo uma casca, o livro nos mostra quanta tristeza ela tem. Uma das frases que marca a garota é “Como sairei desse labirinto?” enquanto li, essa frase me fez pensar muito, em muita coisa. E no fim, ela descobre como sair.
Ela deixa o personagem principal totalmente apaixonado e confuso.
A impressão é que dos três, ela é a adulta da turma, e no fundo da pra notar que tudo isso vem de tudo que ela já passou.
Ah, durante o livro… eles fumam o tempo todo! Chega a cansar.
Mas o livro é ótimo só pelo fato de ser cheio de frases ótimas que te fazem pensar na vida, como aquela da imagem ali em cima.
Na maior parte do livro eu me sentia um pouco perdida, tudo é contado em forma de contagem regressiva, como se algo fosse acontecer… e apesar de tentar entender muito o que era isso, só fui entender no fim. Pelo menos acho que entendi. O fim do livro é muito triste, não sabia direito se era isso mesmo, se tinha acabado. Li o capítulo final de novo e fiquei meio sem ação.
Não é um livro que me agrade tanto. Não foi o que eu esperava, foi mesmo só uma leitura para passar a hora antes de dormir, nada que eu queira ter na estante.
Mas como muita gente elogiou e entendo que sou a minoria que não amou o livro, super indico. Sei que a maioria vai gostar 😉

Página do livro no skoob.
Baixe o livro aqui.

Totalmente desnecessário: 
Enquanto lia, ia imaginando os personagens e não pude deixar de ver o melhor amigo de Miles com a aparência do um personagem de um desenho que gostava muito de assistir. 
A turma do bairro. (K.N.D. Kids Next Door)
Carlos Eduardo da Silva Jr. conhecido como Número 2! haha 
real-knd-2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s